Encontre sua cover

Carregando...

quarta-feira, janeiro 28, 2015

0393 - John Grant & Villagers - My Love, My Life [2013]

O ABBA é um grupo que dispensa apresentações. Formado em 1972 em Estocolmo, na Suécia, o quarteto lançou oito álbuns de estúdio ao longo de 11 anos de carreira. Formado por Agnetha, Benny, Björn e Anni-Frid, ficou mundialmente famoso com hits como Dancing Queen, Waterloo e Mamma Mia - que já ganhou uma releitura da banda indie pop Miniature Tigers, comentada aqui no 1001 Covers. 

A balada My Love, My Life foi gravada para o álbum Arrival, de 1976. A faixa vem logo depois da contagiante Dancing Queen. Ou seja: quem era acostumado a ouvir todas as músicas na ordem - algo que era bem mais comum de ser feito na época do vinil -, sentia bastante a diferença entre as canções. Porém, ao contrário de Dancing Queen, My Love, My Life não se tornou single. Mas sua beleza melancólica perdura até os dias de hoje, sendo bastante difícil não admirar a bela interpretação de Agnetha.

domingo, janeiro 18, 2015

0392 - Sunday Girl - She & Him [2013]

Quando o assunto é new wave, Debbie Harry é a musa absoluta do gênero. Afinal, além de ser a vocalista do Blondie, ela recebeu uma homenagem do B52s, uma das principais bandas do movimento, que fez uma música que leva seu nome, Debbie. Mas a loira não conquistou a fama sozinha: ao lado de Chris Stein, Clem Burke e Jimmy Destri, esteve à frente do Blondie de 1976 a 1982 - o grupo contou com diversos outros integrantes ao longo dos anos, especialmente de 1997 até a atualidade, quando retornou aos estúdios e palcos ao lado dela.

Embora Heart of Glass seja uma das canções mais famosas e veneradas da banda, jamais recebeu uma cover à altura. Felizmente, Sunday Girl, outro hit do Blondie, conseguiu inspirar uma dupla de artistas bastante querida na cena indie pop: She & Him. Aliás, se Debbie é uma musa new wave, Zooey Deschanel é uma musa indie pop. Além da beleza e da linda voz, as cantoras compartilham outra coisa em comum: elas são atrizes - e ambas são muito melhor ao microfone do que diante das câmeras.

domingo, janeiro 04, 2015

Cover Playlist - As 5 melhores covers de Bruce Springsteen em 2014

Se você viu nossa listinha de melhores covers gravadas em 2014, deve ter sentido falta das covers feitas por Bruce Springsteen durante os shows de sua última turnê, Wrecking Ball Tour - considerado pela revista Rolling Stone um dos melhores shows da atualidade.

Pois é, o nosso querido Boss mandou muito bem neste quesito, sempre homenageando um artista da cidade ou país onde o show ocorria ou fazendo uma cover de música que possui relação com o local da apresentação.

Bem que poderíamos ter colocado qualquer uma delas na nossa lista de 40 covers, mas resolvemos fazer um Cover Playlist especial com as 5 melhores covers feitas por Bruce no ano que passou. Confira:

terça-feira, dezembro 30, 2014

Melhores Covers de 2014 - Top 10 Covers Nacionais

Se você acha que a produção musical nacional não grava cover, pois bem, esperamos surpreende-los com esta listinha com as 10 melhores covers feitas por artistas brasileiros para músicas brasileiras em 2014. Com certeza, como somos seres humanos normais, cometemos erros. Reconhecemos desde já que poderão existir erros com relação ao ano exato de lançamento da cover. Verificamos em diversas fontes se haviam registros em anos anteriores, porém, há possibilidade de erros...

No mais, a lista de melhores covers nacionais está bem eclética, assim como já ocorrera na lista de melhores covers internacionais de 2014. Tem cover de Novos Baianos, que recebeu um disco tributo neste ano; têm covers de músicas do mestre Tom Zé e do Tremendão; e têm dois clássicos da música sertaneja em releituras bem distintas.

Esperamos que gostem!

sábado, dezembro 27, 2014

Melhores Covers de 2014 - Top 40 Covers Internacionais (Parte 2)

A segunda parte do nosso Top 40 de melhores covers internacionais está bem eclética. Tem a releitura no estilo trash metal de um sucesso dos Pet Shop Boy e a cover da dupla She & Him para um clássico do jazz standard. Tem também o coral de meninos e meninas da escola PS22 cantando Confortably Numb e Jarvis Cocker reinterpretando um sucesso que aqui no Brasil ficou conhecido na voz da cantora Rosana. E o que dizer da cover do ano? Talvez a cover mais bem produzida de todos os tempos!

Fiquem então com a continuação das 40 melhores covers internacionais do ano de 2014. Esperamos que gostem!

quinta-feira, dezembro 25, 2014

Melhores Covers de 2014 - Top 40 Covers Internacionais (Parte 1)

Repleto de boas covers, o ano de 2014 está terminando com um saldo bem positivo. Parece ser repetitivo, mas ano após ano o número de covers só aumenta, quer sejam aquelas gravadas para eventos especiais como shows ou programas de rádio, TV ou internet, ou quer sejam aquelas feitas para discos só de covers (sem falar das inúmeras homenagens em formato de discos tributos).

Por essas e outras, em 2014 decidimos primeiramente por uma listinha contendo as 40 melhores versões feitas por artistas internacionais. Temos um pouco de tudo nela: tem cover de Bryan Ferry, tem releitura do hit oitentista da banda Foreigner feita por Ryan Adams, tem o Vampire Weekend reinterpretando um sucesso de Andrea Bocelli... Mas isto é só um aperitivo. Vamos publicar também uma lista de covers nacionais. Ou seja, há muito mais por vir!

domingo, dezembro 14, 2014

0391 - This Must Be The Place (Naive Melody) - Strand Of Oaks [2011]


Este post é um daqueles que traz outra cover de uma canção que já foi publicada no 1001 covers. O motivo é a qualidade surpreendente do trabalho em questão - quer dizer, uma releitura que realmente vale a pena ouvir antes de morrer. Pois This Must Be The Place (Naive Melody), do Talking Heads, já teve uma versão do supergrupo canadense Arcade Fire (relembre aqui). Naquela ocasião, a música havia sido gravada para a trilha sonora do filme Aqui É O Meu Lugar, que em inglês tem o mesmo nome da canção desta publicação.

A original de Talking Heads foi gravada em 1982 e integrou o quinto álbum do quarteto, Speaking in Tongues. O disco trouxe outras grandes canções da banda, como Burning Down the House e Girlfriend Is Better. O single, entretanto, não fez tanto sucesso quanto o álbum - embora atualmente seja um dos clássicos mais conhecidos do grupo liderado por David Byrne. A melodia mostra o flerte do Talking Heads com a world music, trazendo o estilo new wave junto a essa mistura dançante.