0019 - Across the Universe - Rufus Wainwright [2002]

Não sei se já foi feito um censo desse tipo, mas tenho a impressão de que The Beatles é a banda mais regravada de todos os tempos. Existem várias coletâneas no mercado, vários artistas fazendo releituras dos clássicos do Fab Four, além de trilhas sonoras cinematográficas exclusivamente de Beatles; é o caso do filme "Across the universe", onde o roteiro foi cuidadosamente pensado para encaixar os números musicais. Talvez menos conhecido, o filme "I am Sam" (no Brasil, "Uma lição de amor") de 2001, também tem em sua trilha sonora exclusivamente covers dos Beatles. Particularmente, considero um trabalho (a trilha) um tanto irregular, com versões bacanas e outras... nem tanto. A melhor de todas, e arrisco dizer, o melhor cover de "Across the universe" já feito, é a do músico americo-canadense Rufus Wainwright.

"Across the universe", composição de Lennon e McCartney, aparece no álbum "Let it be", lançado em 1970. A composição, no entanto, é de 1968, época em que os Beatles estiveram na Índia em retiro espiritual e conta com um pequeno "mantra" incluído por Lennon "Jai guru Deva. Om".


Rufus McGarrigle Wainwright nasceu 3 anos depois do "Let it be", nos Estados Unidos, numa família intimamente ligada à música e aos 13 já se apresentava cantando ao lado da mãe e da irmã, Martha. Rufus flerta com o folk, a ópera e o rock, já excursionou com Sean Lennon, foi eleito "melhor novo artista do ano" quando do lançamento de seu primeiro disco em 1998 e já recebeu a alcunha de "Messias gay", entre outras façanhas em sua carreira. Sua versão para "Across the universe" saiu com a trilha do filme em 2001, mas figura também como bonus track em seu ótimo álbum "Poses", de 2002.

O arranjo das duas versões é bem parecido. Enquanto Lennon canta sussurrando, entoando seu mantra poético e singelo, Rufus imprime ao cover sua voz inconfundível, numa interpretação particular e passional; um dos mais belos covers dos Beatles, que faz jus à beleza de sua obra e à sensibilidade de John Lennon, para ouvir antes de morrer e quantas vezes for possível durante a vida.


Cristina

4 comentários:

  1. O filme é muito bonito e a interpretação de Rufus faz jus a bela melodia da canção original.

    ResponderExcluir
  2. Quase a trilha toda de I am Sam é boa.

    ResponderExcluir
  3. Esse cover é muito bom. Rufus conseguiu "recriar" a música do Lennon. O que é uma verdadeira façanha, diga-se de passagem. Pelo menos eu vejo esse cover com vida própria. Coisa fina.

    ResponderExcluir
  4. qualquer coisa beatles é 10... ate mesmo os covers

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!