0120 - Don't Fence Me In - David Byrne [1990]

Um dos maiores compositores de música popular, Cole Porter já foi gravado pelos maiores nomes do jazz, do pop e do rock. Suas canções conservam a nostalgia dos anos 30 e 40 e são agradáveis exercícios de viagem no tempo para quem quer conhecer a cultura musical - e cinematográfica - do período.

Com letra de Robert Fletcher e Porter, Don't Fence Me In foi um trabalho encomendado em 1934 pela 20th Century Fox para um musical nunca produzido. Dez anos depois, a música foi cantada pelo ator Roy Rogers na comédia musical Hollywood Canteen (lançada no Brasil sob o título Um Sonho em Hollywood). Resultado: a versão gravada, no mesmo ano do filme, por The Andrews Sisters e Bing Crosby ficou em primeiro lugar na Billboard por oito semanas.

Abaixo, uma cena de Hollywood Canteen no qual o cowboy Roy Rogers interpreta Don't Fence Me In. Curiosidade sobre o filme: A superprodução traz alguns dos nomes mais famosos do cinema da época interpretando eles mesmos. Só para citar alguns: Bette Davis, Eddie Cantor, Jack Benny, Joan Crawford, Peter Lorre, Barbara Stanwyck e Jane Wyman.


Deixando o chapéu de cowboy de lado, David Byrne mergulhou na brasilidade ao fazer sua cover de Don't Fence Me In. Com o grupo baiano Olodum na percussão, o ex-líder do Talking Heads (uma das bandas mais criativas e importantes da década de 1980) gravou a música para o álbum Red Hot + Blue, de 1990. Aliás, só para lembrar, foi desse álbum que saiu a cover dark do U2 para Night And Day, publicada aqui.

David Byrne deixou a melancolia de lado. Já que a própria letra trata da necessidade da liberdade, em um contexto mais faroeste, com as terras rodeadas por montanhas e encobertas pelo céu estrelado, Byrne interpreta de maneira dançante essa canção em homenagem ao homem apegado ao lugar onde vive - não foi à toa que ele escolheu justo um grupo brasileiro para dar mais ritmo à música. E o gênero pop se rende a Cole Porter, talvez o mais sensível, apaixonante e (sim!) pop de todos os compositores norte-americanos do século passado.

Anômima

3 comentários:

  1. Fantástico. Adorei.
    Esta cover entra na minha lista de Top 10 covers de todos os tempos...
    Gostei muito a mistura de estilos. A percursão está incrível.
    Parabéns Garota!!!

    ResponderExcluir
  2. eu não sabia que era um cover a do david byrne, bela escolha adoooro!
    beijo!

    ResponderExcluir
  3. Tenho o CD original desde 1991 quando apareceu por aqui no Brasil, importado.

    Pra ouvir pra sempre, não só as duas músicas citadas mas o cd inteiro é mto bom.

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!