0154 - Hay Un Amigo En Mí - Gipsy Kings [2010]

Qualquer fã da Pixar que se preze conhece Randy Newman. Monstros SA, Carros e a trilogia Toy Story contam com o talento desse cantor e compositor. Lembra do tema de abertura da série Monk? É dele. E a famosa cena de striptease de 9 e Meia Semanas de Amor, ao som de You Can Leave Your Hat On? A música, que já foi gravada por Joe Cocker e Tom Jones, também é do Randy Newman. Outros exemplos de longas cujas trilhas ou canções tema tragam a assinatura de Newman, só para você se situar melhor, são A Princesa e o Sapo, Entrando Numa Fria, O Jornal e O Tiro Que não saiu Pela Culatra. Podemos dizer que talento musical está no sangue da família Newman. Afinal, Randy é sobrinho de Alfred Newman (A Malvada) e primo de Thomas (Beleza Americana) e David Newman (A Era do Gelo) - só para citar os nomes mais famosos da família.

Em 1995, a Disney lançou o primeiro longa metragem de animação totalmente realizado em computação gráfica: Toy Story. Produzido pela Pixar, ele deu início ao reinado da produtora, que culmina com o lançamento de Toy Story 3. Mas vamos continuar em 1995, já que foi nesse ano que Randy Newman compôs You've Got A Friend In Me e a gravou com o cantor Lyle Lovett para a trilha da primeira aventura de Woody, Buzz e cia.


Confesso que recebi com desconfiança a notícia de que a Disney tinha dado sinal verde para a Pixar finalmente produzir a terceira parte de Toy Story. O argumento é simples: considerava, até então, Toy Story 2 o melhor longa de animação a que já havia assistido. Superar aquela obra-prima não seria fácil, pois ele estava muito bem guardado no meu coração cinéfilo. Até que o primeiro trailer de Toy Story 3 foi finalmente divulgado e eu comecei a fazer contagem regressiva para o seu lançamento. Valeu a pena esperar 11 anos para a última parte da trilogia? Valeu - e muito.

Para não estragar a história, aperte o botão fastforward até os créditos finais do longa, que traz uma curiosa versão em espanhol de You've Got A Friend In Me. Certamente a interpretação e a parte instrumental não enganam, mas ao aguardar os créditos referentes à trilha sonora constatei que realmente se tratava de uma cover feita pelo grupo de origem francesa Gipsy Kings. Até nisso a Pixar acertou, já que um toque musical flamenco era o que o desfecho de Toy Story precisava.

Anômima

Um comentário:

  1. Adoro esse estilo de jazz...da versão original. Mas esta cover dos Gipsy Kings está incrível mesmo! Muito bom!

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!