0201 - (Somewhere) Over The Rainbow - Israel Kamakawiwo'ole [1993]

Ultimamente minhas postagens são de covers que me lembro por algum motivo ou porque as ouvi em algum lugar, nesta postagem, tudo começou por causa dessa propaganda:


E eu fiquei pensando: uau! que voz linda! quem é esse cantor que fez essa versão? Fui pesquisar.

Antes da lição de casa, vamos à versão original. Acredito que todos saibam que a música é cantada por Judy Garland em O Mágico de Oz, 1939. A canção foi especialmente gravada para a personagem de Garland, Dorothy. Música que a "perseguiu" por toda a vida, todas as aparições públicas que fazia, Judy era "obrigada" a cantar Over The Rainbow (que ficou mais conhecida como Somewhere Over The Rainbow). A letra fala de um lugar onde a vida pode ser perfeita, o que Dorothy, órfã que vive com os tios e seu cão Totó, deseja incansavelmente.


Muitas são as covers dessa música ao longo dos anos, mas quando descobri essa, que na verdade é uma versão "emendada" com What a Wonderful World, de Louis Armostrong, achei interessante por ser de um cantor, para mim, totalmente desconhecido.

Israel Kamakawiwo'ole era havaiano, além de cantor defendia a independência do Havaí. Começou a cantar com 11 anos de idade com um irmão e um primo, mais tarde, aos 17 anos, em 1976, formou um conjunto musical, o Makaha Sons Of Niʻihau, com o irmão Skippy, que morreria em 1982 de um ataque cardíaco. Continou sua carreia musical até que, em 1990, lança seu primeiro CD solo. Sempre misturando músicas em inglês e em língua tradicional do Havaí, como o ritmo também é sempre seguindo suas raízes.

No seu segundo álbum solo, Facing Future é que regrava esse medley que esteve em vários filmes e séries americanas (e eu nem me dei conta), talvez a trilha em que a música tenha ficado mais famosa tenha sido Como se fosse a primeira vez (50 First Dates) 2004:


Israel tinha problemas de obesidade e morreu aos 38 anos em 1997, comovendo todo o estado do Havaí e levando milhares de pessoas ao seu funeral. Era muito querido por seus conterrâneos e recebeu um sepultamento de honra.


Essa é minha postagem de Feliz Ano Novo a todos, que todos nós, um dia, encontremos esse lugar além do arco-íris, se ele existir... e se chegarmos perto, que percebamos e não percamos a oportunidade.

Menina Enciclopédia

4 comentários:

  1. Esta primeira visita de 2011 é para agradecer a gentileza e delicadeza que vocês tiveram ao ler o De Analgésicos & Opioides por todo esse tempo. E como em breve o blog tomará um novo rumo literário, gostaria de prestigiar todos aqueles que o seguiram quando ainda era apenas algo pequeno na blogsofera. Embora eu ainda não possa contar os detalhes, gostaria de pedir que vcs deixassem um email de contato fácil no De Analgésicos & Opioides. Quero poder prestigiá-los em breve com coisas bacanas e versos sempre livres!

    P.S.: ah, e como acompanho o 1001 covers há um tempão, e adoro as versões aqui postadas, gostaria de saber se alguém discoteca por aqui. Se sim, por favor, me dê um retorno e conversaremos mais sobre o assunto!

    Abraços. E que absurdemos 2011! Tati

    ResponderExcluir
  2. Eu conhecia a versão do Israel e é realmente muito bonita. Gostei do comercial.

    ResponderExcluir
  3. Esta versão é realmente ótima, mas alguém sabe o nome de uma mulher que canta atualmente, no mesmo estilo do Israel, que tem uma voz parecendo infantil? Estilo fernanda takai talvez

    ResponderExcluir
  4. Seria a Aselin Debison? http://www.youtube.com/watch?v=81CaacX2nc4

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!