Trash Covers - Simone - Então É Natal

Época de Natal e você é obrigado a ir a todas as lojas e escutar as famosas músicas natalinas... Lembro bem que no Brasil sempre tocavam aquelas intrumentais - até lembro de uma tia minha que tinha o discão e queria que meu irmão passasse pra CD (rs.)

Aquele famoso "Jingle Bell" tocado por uma arpa ou sei lá o quê em ritmo super rápido. Todo mundo está acostumado a ir nas lojas e só ouvir mil vezes essas músicas.

Fora do Brasil, principalmente nos Estados Unidos, a moda é cantores faturarem mais um pouco em cima da onda natalina, uma onda de "olha, que bonito! Natal! Agora serei uma pessoa melhor, só por esses dias e se eu não ganhar o presente que quero, eu fico de mal!"

A maioria dos artistas norte-americanos e britânicos adoram vender e faturar nessa época que as pessoas fingem ser mais boazinhas, mais melancólicas e melosas. E a maioria das letras, depois dos anos 80, mal falam de algo realmente ligado à religião, a maioria só diz "Feliz Natal, eu também te amo", falou...

A maioria ou me dá depressão de tão triste ou eu fico com raiva da música ser tão brega... e eu que achava ruim ouvir no Brasil, me irrito ainda mais aqui, porque existem centenas que eu nunca tinha ouvido e são ainda mais chatas... e a partir de outubro já começam a tocar nas lojas... Sim, outubro porque não há mais feriados e já começam a querer entrar cedo no "espírito natalino" para faturar cedo...

John Lennon em sua fase "faça amor, não faça guerra", gravou com Yoko Ono essa canção Happy Xmas (War is Over) em 1971. O casal fazia protestos pacíficos contra a guerra do Vietnã, principalmente. É dessa fase a famosa foto e frase: War Is Over! (If You Want It) Happy Christmas from John and Yoko.

Cantam com John nessa música o Harlem Community Choir e sua viúva, que dá um toque, na minha opinião, muito insuportável à música... a voz dela tentando se sobrepôr aos demais é irritante, sempre achei... fora a repetição do refrão quinhentas mil vezes. Desculpem, mas... é Natal e eu continuo sendo ranzinza...

Certo, dou um desconto para o Beatle mais irônico, ele fez uma letra muito boa falando exatamente dessa questão é Natal e o que você fez?. Acredito que essa foi a música de Natal mais sincera já feita , John sempre pareceu um cara muito apaixonado e que se entregava de cabeça a tudo que fazia. Infelizmente o vocal da Yoko estraga um pouco as coisas...


Como eu disse, todo mundo sempre dá um jeito de querer faturar no Natal e essa moda de gravar músicas natalinas (e bregas), que não era forte no Brasil começou a surgir graças à Simone Bittencourt de Oliveira, a Simone, que fez o favor de regravar esse "hino" do Lennon. Claro, numa versão "traduzida/adaptada" para o português do Brasil...

Em 1995 ela lança o CD 25 de Dezembro (dia de Natal e aniversário da cantora), um sucesso de vendas puxado pelo carro-chefe Então É Natal, vendeu um milhão e duzentas mil cópias no Brasil.

Em 1996, graças ao sucesso estrondoso do cd em português, ela lança o cd em espanhol e vende dois milhões de cópias. Tanto em português como em espanhol são os dois cds mais vendidos na extensa carreira da cantora, que era irreparável para os fãs de MPB.

Claro, pra dar um toque ainda mais trash a esse post escolhi um video bem singelo...


E eu que reclamava da arpinha do Jingle Bell passei a ouvir, assim como todo mundo essa "pérola" em todo lugar em época de Natal, repetidas vezes, mais do que o refrão dessa música...

Menina Enciclopédia

3 comentários:

  1. Eu não ouvi essa música nenhuma vez esse ano, fiquei feliz. Parece que nem a própria Simone aguenta mais isso e disse que não canta mais. Demorou.

    ResponderExcluir
  2. Ainda fico com a versão dela pra Será, do Legião (emocionante). Essa que ela fez do John é de se passar longe. Cruzes!

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!