Encontre sua cover

Carregando...

domingo, janeiro 30, 2011

0207 - Strange - R.E.M. [1987]

Assim como muitos, conheci o R.E.M. por meio de Out Of Time, disco que adoro ouvir do início ao fim – sem pular faixas – até hoje. Mas o álbum da banda de Michael Stipe, Mike Mills e Peter Buck (que na época ainda contava com o batera Bill Berry) que mais aprecio é mesmo Document – até mais que o clássico dos anos 90, Automatic For The People.

Em 1999 adquiri Document juntamente com o clássico britânico Stones Roses, através de uma loja gringa, desembolsando algo em torno de 40 dólares no meu cartão de crédito... Talvez os 40 dólares mais bem gastos da minha vida. Cada centavo da bufunfa gasta com aquela aquisição era recompensada pela qualidade de composições como The One I Love e a “avassaladora” It’s The End Of the World As We Know (And I Fell Fine) – que aliás só um English native speaker consegue cantá-la na mesma velocidade com que Michael Stipe a canta.

Mas em meio a tantas ótima faixas autorais, só recentemente descobri que havia uma cover "escondida" no disco. A quinta faixa é uma versão do R.E.M. para Strange, música originalmente gravada pela banda post-punk inglesa Wire.

Literalmente estranha para os padrões da primeira onda de punk rock da segunda metade da década de 70, Strange mantém as guitarras sujas peculiar ao estilo. Entretanto, ela facilmente se diferencia das outras canções punk de sua época por ser mais lenta e "travada", não tendo a mesma velocidade de outros rebentos punk daquele tempo.


Já a cover de Strange feita pelo R.E.M. chama a atenção por ser uma espécie de “extreme makeover”. Além de contar com um pontente backing vocal de Mike Mills - que dá um tom de “urgencia” a canção - o R.E.M. conseguiu deixa-la menos burocrática que a original.


O vídeo a seguir foi gravado em uma apresentação do R.E.M. na Suécia em 1998. Perceba que a versão ao vivo é ainda mais rápida que a versão do disco e que além disto, ela conta com a sonoridade de órgãos em meio a sujeira sonora emitida pela guitarra de Peter Buck.

Um comentário:

  1. gostei bastante da versão do r.e.m (qdo eu não gosto de rem?) e eles sempre fazem covers inusitadas.

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!