Encontre sua cover

Carregando...

quarta-feira, abril 06, 2011

0215 - The Shoop Shoop Song (It's In His Kiss) - Cher - [1991]

Sim! Uma atualização! Como o sol apareceu aqui do outro lado do Atlântico, finalmente, também eu vim aqui atualizar o blog depois de um longo inverno...

Como sempre, minhas postagens, ultimamente, têm saído de alguma situação, essa não é diferente. Estava numa loja e essa música tocava na versão da Cher. Lembrei na hora do filme, da qual a música é trilha sonora. Minha Mãe É Uma Sereia (Mermaids, 1991) e, claro, lembrei que é uma cover...

A versão original é de Betty Everett, gravada em 1964. Betty nasceu em 1939 no Mississipi, começou a tocar piano e cantar na igreja aos nove anos de idade. Em 1957 ela se muda para Chicago onde começa a fazer algumas apresentações e gravar para selos de soul music. Descoberta em 1963 pelo produtor Calvin Carter da Vee-Jay Records, no terceiro single Betty conhece o sucesso: exatamente com The Shoop Shoop Song (It's In His Kiss), chega ao número 6 da Billboard.

Outras canções vieram e fizeram sucesso (e também já tiveram covers como Getting Mighty Crowded, regravada por Elvis Costello).

Depois do sucesso durante a década de 1960 e aparições frequentes na mídia durante os anos de 1970, a partir dos 80 Betty trabalha na Rhythm & Blues Foundation. A cantora faleceu em 2001 e antes disso sempre muito ativa nos trabalhos ligados a divulgação da soul music, a verdadeira!


Cherilyn Sarkisian nasceu em 1946 (não espalha porque ela não gosta!!). Nascida na Califórnia, aos 2 anos o pai abandona o lar: viciado em heroína (já naquela época!), a mãe chegou a deixá-la por um período num orfanato por não conseguir sustentar a filha.

A mãe de Cher também sonhava com o estrelato, fazia pequenas pontas em filmes e apresentações em teatro, quando Cher, aos 15 anos, viu a mãe em cena ela soube o que queria fazer de sua vida e muda-se, aos 16 para Los Angeles para tentar seguir carreira em Hollywood.

Só em 1963 ela conhece Bono Sonny e depois de se casarem, no ano seguinte a se conhecerem, ele consegue alguns trabalhos de backing vocal para ela na produtora de Phil Spector. Ele ficou impressionado com a voz da moça e resolve lançá-la como cantora, a primeira música, olhem só!, foi Ringo, I Love You para Ringo Starr, ela grava com o pseudônimo de Bonnie Jo Manson, não emplaca, como outros singles.

Só quando Spector tem a ideia de unir Sonny e Cher (com os nomes de Caesar e Cleo) é que a coisa começa realmente a andar: em 1965, já usando os nomes que conhecemos hoje, gravaram I Got You, Babe e o sucesso chegou para a dupla, que se tornaria mania tanto nos States como na Europa, foram considerados até precursores da contracultura hippie. E ganharam um programa de TV durante a década de 1970.

Só nos anos de 1980 Cher tentou o cinema, já que a disco music estava em baixa e começou a chamar a atenção dos diretores nos pequenos papéis que fez... E em 1988 ganha o Oscar de melhor atriz por Feitiço Da Lua.

Em 1991 ela participa do filme Mermaids, no qual faz um mãe moderna e liberal que tem um filha de 15 anos (Winona Ryder) totalmente recatada e quer ser freira (a cena mais engraçada é a que Winona acha que está grávida porque o rapaz que ela ama a beija). Este foi o primeiro filme de Christina Ricci (na época com 11 anos), irmã de Winona que sonha em ser nadadora.

Como a história se passa em 1963, nada como um cover de uma música da época para render ainda mais sucesso ao filme.

2 comentários:

  1. Eu acho a voz da Cher é incrível.
    E esta versão também é incrível.

    ResponderExcluir
  2. Realmente, um vozeirão.
    Ps.: e esse cabelo armado anos 80 da Winona Ryder no clipe? rs

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!