0255 - Never Gonna Give You Up - The Black Keys [2010]

Este é um cover do The Black Keys. O nome deste cover é Never Gonna Give You Up. No clima do "anúncio" de capa do álbum Brothers, lançado pelo duo de Akron, Ohio, em 2010, introduzo a uma das raras incursões à soul music que Dan Auerbach e Patrick Carney fizeram. Mais acostumados ao bluesrock de garagem com riffs poderosos, os músicos mudaram de ares em 2009 com o projeto Blackroc, que misturava rock e rap e trazia colaboradores como Mos Def e Ludacris. Foi uma espécie de aquecimento para Brothers, um álbum bastante diferente da discografia anterior. Mais melódico, o disco foi um trampolim para que Dan Auerbach explorasse ainda mais seu potencial vocal, mostrando um talento incrível para falsetes. Antes de entrar nos méritos do cover (que não dá para chamar de ponto alto de Brothers porque o álbum é inteiramente ótimo), algumas informações sobre a versão original.

Gravada em 1968 por Jerry Butler, Never Give You Up (o Gonna aparece só no título do cover) foi composta por Kenneth Gamble, Leon Huff e pelo próprio Butler. Alcançou a sétima posição da parada de R&B da Billboard e a 20ª na geral. Jerry Butler é cantor e compositor natural do estado de Mississipi, no sul dos Estados Unidos, mas que cresceu na metrópole Chicago. Foi o principal vocalista do grupo The Impressions, do qual Curtis Mayfield também fez parte (relembre aqui). Aliás, na época de Butler (1958-62) ficou conhecido como Jerry Butler & The Impressions. Sem lançar nada de novo desde a década de 1980, o músico se dedica atualmente à carreira política.


O vozeirão e a interpretação impecável de Jerry Butler dá lugar ao sentimentalismo explosivo do branquelo Dan Auerbach, que jamais parece se esforçar para fazer jus ao legado originalmente lançado pelo soul man: é como se sua interpretação simplesmente fosse daquele jeito, mesmo "soando" diferente de outras faixas do mesmo álbum, como Tighten Up e Everlasting Light. Um camaleão da voz, que a adapta conforme a necessidade e o resultado que busca.

Mais harmoniosa, a versão gravada quatro décadas depois conta com o apoio de sintetizador (ou seria teclado?), deixando os característicos riffs de lado para destacar mais o vocal. E as batidas usualmente mais fortes de Pat Carney tentam acompanhar o estilo soul da canção. Enfim, é uma cover que me apaixonou desde a primeira audição, há quase um ano.


Anômima

2 comentários:

  1. Jerry Butler era um grande talento... assim como os outros integrantes do The Impressions. E que excelente cover do Black Keys hein

    ResponderExcluir
  2. excelente cover e original! não conhecia nenhuma! e pelo nome da música eu assustei: pensei em ricky astley rs

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!