Covers For Fun - A Hard Day's Night - Peter Sellers [1965]

Mais do que o título de uma música, A Hard's Days Night é o nome de um álbum e de um filme protagonizado pela banda que muitos consideram a melhor de todos os tempos: The Beatles. Single, álbum e filme foram lançados em 1964, ano definitivo da Beatlemania, que estava sendo exportada para o resto do mundo. Não é preciso nem dizer que os três foram um sucesso grandioso.

E na onda da Beatlemania, a televisão britânica produziu e lançou em 1965 um especial para TV em formato de documentário intitulado The Music of Lennon and McCartney. O programa incluiu covers de canções dos Beatles, interpretadas por artistas e músicos como Lulu, Henry Mancini, Marianne Faithful e um dos maiores comediantes daquela época - e de todos os tempos, diga-se: Peter Sellers. Na ocasião, o ator britânico declamou nada menos do que os versos de A Hard's Days Night.


Pode causar um certo estranhamento que este cover for fun não seja de fato uma versão, mas uma recitação em forma de poesia épica. A performance de Sellers é inspirada em outro ator britânico, Laurence Olivier, famoso nos palcos e no cinema pelas atuações em peças e adaptações cinematográficas shakespereanas. Aqui, Sellers compõe uma pequena obra-prima cômica baseada na leitura de Richard III. Trata-se de uma composição brilhante e engraçada, com entonações e pausas no momento certo, sem contar as expressões faciais de Sellers, um verdadeiro gênio.

A versão do ator, que ficou imortalizado por causa do Inspetor Clouseau nos inúmeros filmes da série A Pantera Cor-de-rosa, fez tanto sucesso na época que alcançou o Top 20 da parada de sucessos do Reino Unido de 1965. Assistir a este vídeo até me faz esquecer por alguns instantes que a vida de Sellers foi marcada por polêmicas e escândalos, conforme a cinebiografia A Vida e Morte de Peter Sellers (2004) mostra. Para o público, rir fazia bem; para o comediante, fazer rir trouxe fama, dinheiro e infelicidade. Mas vamos à parte boa de sua carreira, que é o que importa aqui. 

Anômima

5 comentários:

  1. Isso aí tem uma vibe William Shatner. rs

    ResponderExcluir
  2. Vai ver o Capitão Kirk se inspirou no Inspetor Clouseau :P

    ResponderExcluir
  3. não acho q realmente ele queria fazer graça (por isso concordo com vc de ele naõ ir pro for fun) só mostrar a performance de um grande ator. não vi esse documentário q vc citou, mas em algum dvd assisti um pouco da vida dele e achei tão triste ele termnar fazendo propaganda de cia aérea... fiquei triste, pq eu o considero um dos melhores atores que já existiu, ele era maravilhoso e merecia mais

    ResponderExcluir
  4. peraí... dormi rs tem horas q eu não sei o q a enciclopédia aqui q ela dá tilt rs está no for fun, mas acho q ele não pretendia fazer graça, mas não daria certo como versão no top covers... acho q é umgrande caso a parte

    ResponderExcluir
  5. Eu acho que ele pretendia fazer graça, sim. É só olhar nas expressões faciais e nas pausas que ele dá, conferindo um tom até mesmo malicioso à letra "inocente" da música.
    O que é triste na biografia dele é o fato de não ter sido um grande homem, pelo contrário. Era egoísta e muito ambicioso; abandonou mulher e filhos assim que virou um astro.

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!