0327 - Ponta De Areia - Esperanza Spalding [2008]

Se tivéssemos hoje que batizar uma ponte fictícia que liga o jazz atual de ponta norte-americano à música brasileira de qualidade, esta ponte levaria o nome de Esperanza Spalding. Essa jovem contrabaixista nascida em Portland, Oregon, dona de uma linda voz, aos 20 anos tornou-se professora da conceituada Berkelee College of Music de Boston e aos 26 ganhou o prêmio Grammy como artista revelação, desbancando Justin Bieber.

Foi com seus amigos da faculdade de música que Esperanza começou a construir os primeiros pilares desta ponte musical entre o jazz e a música brasileira, tocando de improviso músicas de Dorival Caymmi, Hermeto Pascoal, Tom Jobim e Milton Nascimento.

Em seu disco de 2008, intitulado Esperanza, é possível perceber que a construção desta ponte é sustentada em uma imensa gama de ritmos musicais que compõe sua formação, entre eles o jazz, pop rock, soul, funk, bossa nova e MPB, com um gancho aqui e acolá na musicalidade africana. Tanto é que, logo de cara, a primeira faixa desse disco é um excelente cover da canção Ponta de Areia de Milton Nascimento.

A música Ponta de Areia, que fala da estação inicial da antiga Estrada de Ferro Bahia e Minas, ligação única da região nordeste do estado de Minas Gerais ao arraial de Ponta de Areia, próxima à cidade de Caravelas no litoral sul da Bahia, foi gravada pela primeira vez por Elis Regina em 1974. No ano seguinte, Milton gravou sua própria versão, a qual fez parte do LP Minas.

Por possuir grandes nuances de tons musicais, Ponta de Areia é adorada por 10 entre 10 corais brasileiros...


Infelizmente, muitas pessoas se esquecem de dar os devidos créditos a Milton Nascimento por se lembrarem apenas da versão de Elis ou desta outra ótima versão feita em 1979 pelo grupo vocal Boca Livre.


Milton é muitas vezes lembrado por seus grandes sucessos mais propalado pela mídia como Maria Maria ou Canção da América. Com isto, nos esquecemos de tantas outras boas músicas feitas por este extraordinário artista brasileiro. E como “santo de casa não faz milagre”, foi preciso que uma jovem artista norte-americana resgatasse Ponta de Areia de nossa memória musical.

Cantado num excelente português para quem não é nativo, Esperanza não só reavivou a canção de Milton, como também lhe conferiu uma nova roupagem mais moderna e encantadora.


Tocando seu contra-baixo, construindo a fusão entre o jazz com diferentes estilos musicais e, principalmente, compondo excelentes canções, Esperanza Spalding é prova de que ainda se produz nos dias de hoje música de qualidade.

Persiolino

Um comentário:

  1. Acho que a primeira vez que a vi cantando foi numa cerimônia do Oscar, na qual interpretou Over The Rainbow. Belíssima voz.

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!