0344 - Tu Verras - Les Ablettes [1983]

Dizer que as canções do grande Chico Buarque são belas obras poéticas, bem estruturadas, de lirismo profundo com melodias perfeitas e aderentes ao significado de seus textos é clichê que não sai de moda nunca. O que não é moda (ou o que não era, pelo menos para mim), é descobrir que suas canções também são admiradas na França. Tudo normal em ser moda em Portugal, afinal, temos o mesmo idioma. Mas na França?

Pois é, ouvindo o rádio no meio do trânsito maluco de São Paulo, fui surpreendido positivamente duas vezes: uma, por conhecer sem querer a música Tu Verras, versão no idioma francês para a música O Que Será? (À Flor Da Pele) de Chico Buarque. E a outra, por descobrir que a ótima atriz espanhola Victoria Abril é cantora também – e canta em francês perfeitamente bem, sem sotaques perceptíveis.

Nem é preciso dizer muito a respeito da música original, afinal, O Que Será? (À Flor Da Terra) é uma das mais conhecidas do repertório de Chico e da nossa MPB. Um único adendo à origem (talvez desnecessário) é relatar que O Que Será? foi composta especialmente para o filme Dona Flor E Seus Dois Maridos, baseado no livro de Jorge Amado. Chico compôs três versões baseadas na mesma melodia: Abertura, À Flor Da Pele e À Flor Da Terra. Cada versão foi utilizada em momentos distintos dessa trama cinematográfica de 1976, dirigida por Bruno Barreto. Das três, a versão mais conhecida é À Flor Da Pele, gravada posteriormente em dueto com Milton Nascimento para o disco de Chico chamado Meus Caros Amigos (1976).


Voltando a versão francesa, como já disse, fiquei surpreendido ao ouvir Tu Verras e não tive escolha senão, ao chegar em casa, pesquisar na internet para iluminar minha escuridão. Após alguns minutos aqui e acolá no Google, YouTube e outros sítios, vi minha escuridão esmaecer-se ao saber que o autor da adaptação original para o francês foi obra do cantor e compositor Claude Nougaro.

Claude, como admirador da música brasileira, visitou várias vezes o Brasil e aqui estabeleceu laços de amizade com Baden Powell e Chico Buarque lá em meados da década de 60. Não descobri os motivos que levaram Claude Nogaro a fazer esta versão. Sua adaptação não se trata de uma tradução literal para o francês, por isto, Nougaro teve que criar sua própria composição, com enredo e nuances próprios. Daí, gosto de acreditar que esta genialidade de Nougaro ao "afrancesar" uma letra tão complexa quanto esta, foi uma retribuição a amizade estabelecida com Chico. 


Tu Verras de Claude Nougaro fez um imenso sucesso e graças a isto, Chico Buarque afrancesado virou moda naquela parte do planeta. Uma prova disto é saber que outros artistas franceses e não franceses regravaram esta adaptação. Já citei a versão da espanhola Victoria Abril. Existe também uma versão feita pelo cantor francês Benjamin Biolay em dueto com a cantora cabo-verdiana Mayra Andrade em 2011 apresentado no programa Taratata do canal France5. E tem também outra reinterpretação muito boa, feita somente ao piano, gravada pela bela cantora francesa Léa Castel.

Entretanto, nenhuma dessas versões de Tu Verras citadas anteriormente é tão surpreendente quanto a que vamos mostrar a seguir. Não que as outras sejam piores que esta. Longe disto! Mas uma coisa é ouvir Chico Buarque em francês sem sair muito do estilo bom moço. Agora, outra coisa é ouvir Chico Buarque em francês usando coturnos, calça rasgada e corte moicano, no melhor estilo punk parisiense. Tu Verras à moda punk foi gravada em 1983 pela banda Les Ablettes (ou em português, Os Sombrios). É inusitado – no bom sentido – ouvir uma versão punk de O Que Será? em francês. A estética comportada das músicas de Chico Buarque, sempre de violão em punho, tocando um sambinha dos bons (apesar das grandes críticas enxertadas inteligentemente em suas letras) parece não caber numa roupagem punk rock. Mas coube. E vestiu bem!


Persiolino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!!!