0416 - Cut Your Hair - Wilco [2013]

Um dos discos mais geniais que ouvi no final dos anos 90 foi sem dúvida Crooked Rain, Crooked Rain da banda norte-americana Pavement. Genial por ser único em sua proposta sonora; encaixar distorções sujas de guitarra em melodias quase pop. Genial por sua poesia; letras bem-humoradas que simplesmente celebram a ideia de ajuntar amigos para fazer um som ou de ter uma banda, fugindo a estética sexo, diversão e rock’n’roll. Ou seja, um disco em sua concepção do rock alternativo dos anos 90!

Lançado em 1994, eu só vim a conhece-lo em 1999 depois de ouvir e ficar hipnotizado por Terror Twilight, o quinto e derradeiro disco do Pavement. Foi ouvir as primeiras faixas de Crooked Rain, Crooked Rain para nunca mais esquecer de sons como Stop Breathing, Range Life, Heaven Is a Truck e claro, a sensacional Cut Your Hair.

Esta última, apesar de ter tido uma boa rotação na MTV do Brasil durante a segunda metade daquela década em programas como Lado B e Gás Total, para mim ali era uma novidade. Cut Your Hair é de uma sonoridade rock pop incrível, com cativantes “uuhhh-uuhhhh”. Mas sua “popice” para por aí. De uma temática da contracultura que permeou os anos 90, Cut Your Hair traz uma reflexão sobre o quanto obter sucesso e fama no mundo da música é realmente fazer música de qualidade ou apenas vender uma imagem.


Em 2013 a banda Wilco, curadora do Solid Sound Festival, fez um show só de covers escolhidas por fãs no site a banda. O show contou 27 covers dos mais variados estilos em que banda de Chicago precisou se “virar” para reinterpretar da melhor maneira possível músicas como The Boys Are Back in Town do Thin Lizzy, Waterloo do grupo pop sueco ABBA, o hit Get Lucky do Daft Punk e ainda o clássico Who Loves the Sun do Velvet Underground.

E em meio a tantas solicitações estava ali Cut Your Hair do Pavement. Ouvir Wilco tocar este clássico do Pavement é como ver uma profecia sendo concretizada (com alma e música). Assim como o Pavement, o Wilco é uma banda super cultuada, que já ganhou dois prêmios Grammy e possui fãs fiéis. Jeff Tweedy, vocalista do Wilco, e seus companheiros de banda nunca se forçaram a produzir hits para as massas. Ao contrário, suas músicas são densas e reflexos das experiências e sentimentos de seus compositores – daí a beleza das canções.

O sucesso do Wilco não é um sucesso comparável ao das grandes bandas de rock que lotam estádios, que inundam as estações de rádio FM e de visualizações massificadas em canais do YouTube. Seu sucesso está justamente na simplicidade e na valorização da música pela música, sem ações midiáticas.

Em Cut Your Hair, o Wilco fez uma excelente cover que é praticamente idêntica a original. Até o riffs de Neils Cline é bem parecido com o solo de Scott Kannberg. E por sua vez, Jeff Tweedy, cabeludo e barbudo como se apresenta atualmente é a própria encarnação no mundo real da primeira pessoa de Cut Your Hair.


PS: Este post foi publicado sob fortes emoções em decorrência do excelente show do Wilco em São Paulo no último dia 8 de outubro de 2016. Qualquer exaltação exagerada sobre banda deve ser relevada (rs.)

Persiolino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!!!