0430 - Centerfold - Spunge [2004]

No dia 11 de abril, a música perdeu um artista que liderou um grupo que gravou um dos maiores hits da década de 1980: The J. Geils Band, que lançou Centerfold em 1981. John Warren Geils Jr. (ou J. Geils) estava com 71 anos quando seu corpo foi encontrado em sua casa, na cidade de Groton, Massachusetts. Aparentemente, ele morreu de causas naturais.

Embora Geils já não esteja mais neste plano astral, uma das músicas que ele ajudou a imortalizar continua sendo uma faixa que muita gente sai pulando em baladas dedicadas aos anos 1980, muitas vezes sem fazer ideia de que artista se trata. Eu mesma demorei alguns anos para descobrir que era Centerfold, do J. Geils Band.

Centerfold foi escrita e produzida por Seth Justman, tecladista do J. Geils Band. A letra cafona e divertida (colega de classe e paixão platônica de um adolescente que, anos depois, vira musa de uma "revista masculina") e o ritmo contagiante conseguiram colocá-la no topo da Billboard durante algumas semanas. Relembre e tente ficar parado.


Nas minhas "andanças" pelo Google, descobri várias covers de Centerfold, mas nenhuma tão bacana quanto a desta banda inglesa que eu nunca tinha ouvida falar: Spunge (ou [spunge], na grafia que eles utilizam). O grupo de ska punk, formado na segunda metade da década de 1990, não é muito conhecido em solo brasileiro, mas tem uma carreira respeitada no gênero.

Um exemplo é que já excursionaram com Green Day e Dropkick Murphys e gravaram um álbum com covers, demos e versões ao vivo que foi bem recebido pelo público. Intitulato That Should Cover It!, o trabalho traz versões ska punk de músicas como Oliver's Army, de Elvis Costello; Land Down Under, do Men at Work; I'm Gonna Be (500 Miles), do The Proclaimers, e, é claro Centerfold.

O ritmo mais acelerado, descontraído e despretensioso caiu como uma luva para a música. Algo que, mesmo 13 anos após ter sido lançada, soa como uma boa homenagem repleta de riffs de guitarra e uma pegada mais agressiva - sem contar o plus do sotaque britânico do vocalista Alex Copeland.

Anômima

2 comentários:

  1. I salute with your creativity on the blog, the article on your blog is very inspiring for me. thank you

    ResponderExcluir
  2. Do you speak portuguese, Jejen? Thank you for your visits to our blog!

    ResponderExcluir

Comente aqui!!!