0467 - Boys Don't Cry - Grant Lee Phillips [2006]

Nenhum comentário
Uma banda com mais de 40 anos de estrada e muitos hits que viraram covers feitos por diversas bandas. Este é o The Cure, lendária banda inglesa, querida de 10 entre 10 roqueiros dos anos 80.

Talvez Boys Don't Cry juntamente com In Between Days sejam as músicas que mais versões tenham ganhado ao longos dos anos. Tanto sucesso pode ser medido pelo fato da banda ter sempre que toca-las em seus shows ao redor do mundo. Entretanto, nem sempre foi assim....

Boys Don't Cry conta a estória de um homem que já desistiu do amor não correspondido e que tenta disfarçar seu real estado emocional, "rindo, escondendo as lágriams nos olhos" pois "meninos não choram". Todo este sentimentalismo de Robert Smith, vocalista e principal compositor da banda, fez com parte do público mais próximo dos punks que dominavam a cena inglesa em 1979 e que compareciam regularmente aos shows do Cure não gostassem da música. Também pudera, afinal, "punks não choram".

Apesar da não aceitação por parte de seu público, a banda nunca desistiu da música e com o passar do tempo, Boys Don't Cry se tornou um de seus maiores sucessos. Hoje, um show do The Cure sem Boys Don't Cry é um show capenga. Ausência que seria sentida por muitos fãs, deixando-os até com lágrimas nos olhos.


E por falar de emoções e composições cheia de sentimentos, podemos lembrar de Fuzzy, uma das mais famosas baladas dos anos 90 feito pela banda Grant Lee Buffalo, liderada por Grant Lee Phillips. Talvez, da discografia da banda, Fuzzy possa ser considerada sua Boys Don't Cry dado o sucesso alcançado junto aos seus fãs.

Apesar do Grant Lee Buffalo não ter durado mais do que uma década, Phillips não deixou seus fãs órfãos e logo partiu em carreira solo no início dos anos 2000 para produzir outras lámurias no cancioneiro alt-country norte-americano.

Logo de início, lançou ótimos álbuns como Mobilize [2001] e Virgínia Creeper [2004], ambos de músicas autorais, sempre com arranjos acústicos e vocais impecáveis. Já em 2006, Grant Lee Phillips gravou um álbum de covers chamado de Nineteeneighties. Como se pode supor pelo título do disco, são regravações onde Phillips colocou sua interpretação para canções que ele costumava ouvir nos anos 80 - época em que ele era um garoto saído da adolescência.

No disco existem versões de clássicos de banda como Smiths, New Order, R.E.M., Echo & The Bunnymen e até uma ótima versão para Under The Milky Way da banda australiana The Church - já resenhada em 2012 aqui no 1001 Covers.

É preciso exaltar a excelente cover para Boys Don't Cry. Esta versão acústica com uma pegada mais lenta num compasso quase tristonho, conta com o ótimo vocal de Philips e guitarras bem pontuadas. A qualidade desta cover pode até ser mensurada pelo fato de ter sido utilizada na série How I Met Your Mother - a cover apareceu no primeiro episódio da segunda temporada - como também no filme Amizade Colorida (original Friends With Benefits, estrelado pelos atores Mila Kunis e Justin Timberlake).

Pois é, quem disse que garotos não choram? Taí esta cover feita por Grant Lee Phillips provando sim que "garotos" como ele têm emoções e sabem expressa-las. E sim, garotos choram também.

  

Nenhum comentário :

Postar um comentário