Melhores Covers de 2019 - Top 50 - [25 a 01]

Nenhum comentário
O ano de 2020 já começou e nós do 1001 Covers não poderíamos deixar de publicar a nossa lista de melhores covers que ouvimos em 2019. Sabemos que estamos um pouco atrasados pois, num piscar de olhos, já estamos na segunda quizena de 2020 e algumas ótimas covers já começaram a pipocar por aí. Mas, para começar com pé direito este ano, nada melhor do que começa-lo com uma enxurrada de boas covers! 

Em 2019 boas cover não faltaram. Chegamos numa incrível marca de 110 covers pré-selecionadas, mas apenas as 50 melhores ficaram. Na lista você vai encontrar "revivals" dos anos 80, tributos, cantor romântico fazendo cover heavy-metal e até covers de músicas atuais que andam "bombando" em alguma rádio FM ou plataforma de streaming deste universo.

Portanto, ouçam, aproveitem e fiquem a vontade para criticar e nos dizer o que ficou de fora de nossa lista ou qual você mais gostou. E que todos tenham um ótimo ano de 2020!

PARTE 2 | Posição 25 a 1

25 - Feel - Jamie Cullum
Original: Robbie Williams
Jamie Cullum costuma fazer muitas covers, é um dos artistas que mais ouço com covers e sempre se sai muito bem! Ele também teve que passar pela prova de fogo de cantar a cover com o artista original (Robbie Williams) só o observando, e cantando junto, baixinho, ou seja, foi aprovado! Cullum tem sempre esse lado mais jazzístico que incorpora às suas versões e as deixa mais envolventes. - Menina Enciclopédia


24 - Baby Mine - Arcade Fire
Original: Betty Noyes (Trilha sonora de Dumbo)
Trilha de filme pra criança, não, para adulto também! Ao ouvir a voz de Win Butler, comecei a ficar tão apaixonada pela versão dele, é aquela coisa de memória afetiva, relembrar uma música de infância, ouvida no desenho da Disney trouxe algo de doce e singelo aos meus ouvidos. Fiquei realmente encantada com a versão do Arcade Fire que sempre prima pelos seus trabalhos. - Menina Enciclopédia


23 - I Will Follow You Into The Dark - YUNGBLUD e Halsey
Original: Death Cab For Cutie
Conhecedora de Death Cab For Cutie? Não, nenhum pouco, na verdade conheço a banda de muito já ter ouvido falar sobre ela e eu sei que eu deveria parar pra ouvir mais e conhecer a banda, promessa de ano novo! Muito menos conhecia YUNGBLUD ou Halsey, que são jovens revelações da música, ele no Reino Unido, ela nos Estados Unidos. O que acontece é que ouvi a música original e a cover e achei lindíssima nas duas versões e não consegui deixar de fora da minha lista e, mais uma promessa pra 2020: ouvir novos artistas. - Menina Enciclopédia


22 - Wedding Bell Blues - Morrissey e Billie Joe Armstrong
Original: Laura Nyro 
Moz gravou um álbum de covers no ano de 2019, California Son, mas muitas das músicas que ele gravou já eram tocadas em seus shows antes deste ano que passou, por isso escolhemos uma do álbum que não foi tocada antes, somente em estúdio com a presença de Billie Joe Armstrong (do Green Day). Uma parceria pra mim bem da inusitada, mas que soube trazer essa música lá dos anos de 1966 para os dias de hoje com muito vigor. - Menina Enciclopédia


21 - (You Don't Know) How Glad I Am - Chrissie Hynde
Original: Nancy Wilson
Chrissie Hynde conseguiu dar um ar tão fresco pra essa canção de 1964, que até parece que foi escrita pra ela, agora. Uma curiosidade: a canção original aparece como background na primeira cena da segunda temporada de "The End of the F*cking World" (Netflix), série que conta com outra best cover desta mesma lista de 50 melhores covers do 1001 Covers em 2019. - Cristina


20 - Just Can't Win - Holly
Original: Lee Fields
Lee Fields é uma daquelas figuras do R&B que já trabalhou como músico com várias lendas da música entre elas B B King, Sharon Jones e Kool And The Gang. Porém, "Little JB" (como é conhecido por ser parecido com James Brown e dado sua baixa estatura) nunca teve o mesmo "espaço" comercial para lançar suas composições. Contudo, suas músicas são verdadeiras jóias e Just Can’t Win com certeza está dentro desta "joalheria". Lançada em 2014 por Fields no disco Emma Jean, ela foi muito bem reinterpretada pela banda Holly em 2019. Formada em Chicago, o Holly mistura muito bem o rock garageiro com a soul music. E nesta proposta, a cover de Just Can’t Win recebeu também uma levada mais power pop ao melhor estilo de bandas como Big Star e Teenage Fanclub, dando um “toque aveludado” e elegante, gostoso de se ouvir. - Persiolino


19 - So Long, Marianne - Courtney Barnett
Original: Leonard Cohen
O “espírito indie” unem o cantor e compositor Leonard Cohen e a guitarrista e mocita australiana Courtney Barnett, que aqui destrincha uma bela, intimista e acústica versão cover do clássico “folk” dos anos 60 “So Long Marianne”, uma homenagem à musa inspiradora do escritor canadense. - Alexandre



18 - Heart Of Glass - The Script
Original: Blondie
Quando você toca um cover de um clássico do Blondie na frente da Debbie Harry, você tem a obrigação de fazer bonito. E os carinhas do The Script não decepcionaram de modo algum. Que moral, meus amigos. - Cristina


17 - Rocket Man - Taron Egerton
Original: Elton John
A biografia musical de Sir Elton John está recheada de boas versões. O destaque fica para a canção título "Rocketman" interpretada pelo ator Taron Egerton. Dica pra quem não assistiu ainda: a cena dessa música é emocionante e a editora que vos escreve pode ou não ter chorado enquanto assistia. - Cristina


16 - Dancing In The Dark - James Blunt
Original: Bruce Springsteen
Quando li “James Blunt”, um preconceito correu por todo meu corpo...James Blunt? Aquele chorão da músicas de lamentação amorosa? Tive que, mais uma vez aqui na lista das melhores do ano (todo ano alguém me surpreende), “dar o braço a torcer”. James Blunt faz uma versão bem animada e simpática, pelo vídeo, percebe-se que ele está bem alegre em poder cantar Bruce Springsteen, algo como estar realizando um sonho. Acredito que a partir daqui ele poderia deixar de cantar coisas meio melosas e tentar ser mais rock'n'roll. Mostrou que tem potencial pra isso! - Menina Enciclopédia


15 - Heart-Shaped Box - Hermitude feat. Jaguar Jonze
Original: Nirvana
A dupla australiana de hip-hop Hermitude juntou forças com a cantora Jaguar Jonze pra performance dessa que é uma das mais surpreendentes versões covers do nosso TOP de 2019, sem perder o “espírito da coisa”, saem as guitarras sujas e o vocal masculino e entram o eletrônico e o vocal feminino, pro deleite de quem gosta de um bom cover “transgressor”. - Alexandre


14 - Keep On - Courtney Barnett
Original: Loose Tooth
Courtney Barnett aparece mais uma vez no nosso TOP 50, aqui inundando de guitarra e peso a contida e leve canção original “Keep On” da desconhecida banda australiana Loose Tooth (os caras nem estão na Wikipédia – até o momento da edição deste texto). Um daqueles casos em que a versão cover amplifica e joga “gordura” na original. - Alexandre


13 - Bad Guy - The Interrupters
Original: Billie Eilish
Bad Guy da Billie Eilish é uma das principais músicas de 2019. O jeito meio pop com um quê de hip hop da menina moça rebelde, meio roqueira, meio pop de 18 anos ganhou o mundo, indicada até ao Grammy de Melhor Canção do Ano. E quando surge um hit, surgem também covers de todos os lados, como neste caso feita pelos The Interrupters. O quarteto californiano formado por Aimee Interrupter (vocal) e pelos irmãos Kevin Bivona (guitarra e vocais), Justin Bivona (baixo) e Jesse Bivona (bateria) acertou em cheio ao colocar punk ska para recriar Bad Guy, muito mais dançante, energética e, se bobear, superior a original. - Persiolino 


12 - Gypsy Woman (She's Homeless) - Coldplay
Original: Crystal Waters 
Essa inusitava versão de um poperô do início dos 90's ficou com uma cara totalmente Coldplay com esse arranjo de piano e cordas. Você imaginaria uma coisa dessas? Eu não. Ponto para Chris Martin e cia. - Cristina


11 - Um Sonhador - O Terno
Original: Leandro e Leonardo
Aqui temos a banda “indie” paulistana e brazuca O Terno colocando tempero “hipster” e um naipe de metais num clássico do sertanejo “vendo 1 milhão de discos” do planalto central. O melhor de tudo é que, apesar do “upgrade” nos arranjos, a música continua maravilhosamente brega. Goiânia meets Vila Madalena, e tudo fica bem. - Alexandre


10 - Human - Jack Savoretti
Original: The Killers
Ok, eu sou muito fã dos Killers, quando vi em nossa lista uma cover para música deles fiquei pensando: esse cara com sobrenome italiano conseguiu fazer uma boa versão? E eu mesma respondi: sim! Ficou! Ele fez uma versão mais calminha. Sua voz rouca lembrou-me da voz de Joe Cocker. - Menina Enciclopédia


09 - Doin' Time - Lana Del Rey
Original: Sublime
Essa versão na voz lânguida de Lana Del Rey traz uma sensação meio entorpecente de mormaço de uma tarde de verão. Uma visão interessante da canção dos californianos do Sublime que já teve várias outras regravações. O clipe acabou virou meme, com uma Lana gigante passeando e brincando numa praia de Los Angeles. - Cristina


08 - Echoes - Rodrigo y Gabriela
Original: Pink Floyd
Encarar uma versão cover de qualquer música clássica da banda Pink Floyd por si só não é simples, colocar o “hino” progressivo de 23 minutos “Echoes” em dedilhados de violão é um desafio para poucos, e a dupla de violonistas mexicanos Rodrigo Sanchez e Gabriela Quintero chegou e disse: “hold my beer”. Biscoito fino! - Alexandre



07 - Juice - Harry Styles
Original: Lizzo
Harry Styles lançou em dezembro de 2019 um álbum cheio de músicas gostosinhas. Infelizmente a cover para a deliciosa Juice não veio no disco. Vale a pena conferir a gravação de Styles, não fica devendo em nada em swing e gostosura para a original da Lizzo. - Cristina


06 - I Try - Hockey Dad
Original: Macy Gray
Macy Gray tem uma voz ponderosa e bem marcante que faz com que suas músicas sejam sempre macias e envolventes. A versão da sua música feita pela banda australiana Hockey Dad ficou mais pesada, mais rock e manteve a docilidade da canção - Menina Enciclopédia


05 - In The Mouth A Desert - Ben Lee
Original: Pavement
Não conhecia o cantor australiano Ben Lee. O cara tem uma carreira já bem consolidada por lá, com onze álbuns de estúdio. Nesta versão para a música do Pavement ele tira toda a “sujeira” indie, grunge (?) da banda norte-americana e faz uma versão clean, suave. Não que a versão original seja ruim, nada disso! É muito boa como tudo que fez o Pavement, Ben Lee deu uma nova roupagem, anos 10. - Menina Enciclopédia


04 - Sr. Ozzy (Mr. Crowley) - Zé Ramalho e Robertinho do Recife
Original: Ozzy Osbourne
Zé Ramalho e Robertinho do Recife estão com um projeto muito interessante de regravar clássicos do metal em português e com uma pegada nordestina. É o caso de "Mr Crowley" que virou "Mr Ozzy", em homenagem ao Príncipe das Trevas, Ozzy Osbourne. A letra em português procurou manter a ideia da original, mas creio que nos arranjos a cover a superou. Menos trevosa, mais melódica e com cara brasileira. - Cristina


03 - Glory Box - Olivia Colman feat. Phoebe Waller-Bridge e Isobel Waller-Bridge
Original: Portishead
Na medalha de bronze dos melhores covers de 2019, temos a dupla de atrizes britânicas Olivia Colman e Phoebe Waller-Bridge entregando uma caprichadíssima versão cover de uma das melhores canções de um dos maiores medalhões do trip-hop; a soturna Glory Box encorpou e ganhou ares “crooner” com um trabalho de arranjo sofisticado que inclui a orquestra da BBC. - Alexandre


02 - Impossible Germany - Jen Cloher & Tiny Ruins
Original: Wilco
Na vice liderança do nosso TOP 50, temos “indie” vs. “indie”, com a cantora australiana Jean Cloher e a banda neozelandesa Tiny Ruins fazendo uma versão cover mais “concisa”, “metódica” e levemente pesada do que a original, um clássico do rock/folk alternativo. Belíssima execução e um destaque especial pros vocais, é claro. - Alexandre


01 - White Wedding - Graham Coxon
Original: Billy Idol
Nossa versão cover Campeã de 2019, um petardo belíssimo do guitarrista Graham Coxon (Blur), que transformou a “crua” e proto-new wave “White Wedding” do Supla, ops.. do icônico Billy Idol, em um “folk indie” suave, cheio de nuances, revitalizando e ao mesmo tempo injetando melancolia nos acordes, o que deixa ainda mais delicioso o sarcasmo da canção original. Essa cover também faz parte da trilha sonora da série "The End of the F*cking World". Perfecto! - Alexandre


============================================================
============================================================

Nenhum comentário :

Postar um comentário