0232 - Perhaps, Perhaps, Perhaps - Cake [1996]

É difícil uma melodia como a da música Quizás, Quizás, Quizás sair da cabeça. Composta pelo cubano Osvaldo Farrés, essa canção de 1947 ganhou inúmeras interpretações e até versões em inglês (Perhaps, Perhaps, Perhaps), russo, francês, árabe, turco e sabe-se lá mais quais idiomas se renderam a ela. Na língua nativa, Ibrahim Ferrer e Omara Portuondo, do Buena Vista Social Club, gravaram juntos para o álbum póstumo de Ferrer lançado em 2007, Mi Sueño. Clique aqui para conferir.

Dentre os artistas norte-americanos, Nat King Cole preferiu gravá-la em espanhol, em 1958, sendo a sua interpretação uma das mais conhecidas, trazendo um forte sotaque (confira aqui). Doris Day, por outro lado, optou pela versão na língua inglesa, cuja autoria é de Joe Davis. Essa cantora e atriz nascida em 1924 é dona de uma das mais belas vozes do jazz e está viva até hoje, porém aposentada. Nota: o video abaixo mostra cena musical de algum filme de Doris Day, mas a música não tem nada a ver com as imagens.


Uma banda que sabe como fazer cover e colocar o seu tempero original é o Cake. Em Perhaps, Perhaps, Perhaps, o grupo de Sacramento (California) parece ter se inspirado na versão de Doris Day e produziu esse ótimo exemplo de como reciclar uma composição clássica e transformá-la em algo novo e tão bom quanto. O curioso é que o Cake lançou a música no álbum Fashion Nugget (1996), que também traz a excelente cover de I Will Survive e versões de trabalhos de outros artistas. 

E para provar que Perhaps, Perhaps, Perhaps tem apelo pop, as ex-Spice Girls Emma Bunton e Geri Haliwell também gravaram a música (não juntas, cada uma lançou em seu respectivo álbum solo). Como se não bastasse, o grupo pop-lingerie Pussycat Dolls também se encorajou a fazer mais uma escolha nada original em sua curta carreira - afinal, depois de ser gravada por outras duas cantoras sem voz, é muita ousadia.

Anômima

Um comentário:

Comente aqui!!!