Melhores Covers de 2010: [10 - 01]


10 – In Between Days – Superchunk
Original: The Cure
Assim como o Dinosaur Jr., seus contemporâneos do rock independente americano, o Superchunk voltou a cena musical após nove anos de hibernação. O novo trabalho batizado de Majesty Shredding traz somente canções inéditas e mostra que a banda está em plena forma. E é isto o que comprovamos ao ouvir esta ótima cover de In Between Days do Cure, onde o Superchunk continua a propalar sua fúria pueril provenientes dos anos 90.


09 – Wake Up – John Legend And The Roots
Original: Arcade Fire
Talvez John Legend seja a bola da vez do R&B. Seu novo álbum, Wake Up!, feito em colaboração com a banda The Roots vendeu simplesmente 63 mil cópias em sua primeira semana. Apesar do título do álbum ser idêntico ao título da canção do Arcade Fire, o disco Wake Up curiosamente não traz a cover homônima em seu conteúdo. Legend e os Roots fizeram um ótimo trabalho nesta cover ao tentar aproximar Wake Up da soul music.


08 – No Surprises – Regina Spektor
Original: Radiohead
A cantora, compositora e pianista russa, criada nos EUA, Regina Spektor caprichou nos teclado ao gravar uma versão de No Surprises em Março deste ano. A gravação era afinal para uma causa nobre: toda renda proveniente da venda da cover pelo site iTunes foi revertida diretamente para ONG Médicos Sem Fronteiras com intuito de ajudar os sobreviventes do terrível terremoto ocorrido este ano no Haiti e no Chile. Sabendo disto, fica ainda mais bonito ouvir No Surprises na bela voz desta artista – que a propósito é muito parecida com a também pianista Tori Amos.


07 – Femme Fatale – Aloe Blacc
Original: The Velvet Underground
O rapper, soul-man e músico Aloe Blacc é com toda certeza uma das boas revelações de 2010. Apesar de já estar em seu segundo disco – o primeiro havia sido lançado em 2006 e passou quase despercebido pela crítica – só agora Blacc vem chamando atenção graças a músicas como I Need A Dollar, que traz elementos do hip hop misturados a soul e funk music. Além disto, Blacc tem uma excelente voz, suingada no tom certo, e levemente triste quando necessária, como podemos perceber nesta versão de Femme Fatale.


06 – Need You Tonight – Record Club (Beck, Liars, Sergio Dias, St. Vincent)
Original: INXS
Quando ouço essa música, não há como não pensar em outra coisa senão... sensualidade. E nesta cover gravada pelo projeto Record Club, idealizado por Beck Hansen, a cantora Annie Clark do St. Vincent conseguiu imprimir uma sensualidade ainda maior que aquela apresentada na versão original do INXS. No vídeo é possível perceber lá no catinho do estúdio a presença brazuca de Sergio Dias, eterno guitarrista dos Mutantes.


05 – I’m Going Down – Vampire Weekend
Original: Bruce Springsteen
Quando ouvimos o novo álbum do Vampire Weekend, logo pensamos numa banda em que os integrantes somente usam teclados, samplers, mesas de som e demais efeitos especiais para gravar sua composições. É incomum imaginar um Vampire Weekend acústico. Mas, foi o que ocorreu neste ano na gravação da competentíssima cover de I’m Going Down, originalmente composta por Bruce Springsteen na década de 80, totalmente acústica.


04 – I Wanna Be Adored – The Raveonettes
Original: The Stone Roses
Neste ano, a famosa bota alemã Dr. Martens completou 50 anos de existência. Para comemorar, a empresa detentora da marca convidou 10 artistas para gravar covers que representassem o espírito e a atitude de pessoas que usaram um par de Martens nestes últimos 50 anos. Entre os artistas convidados, o duo dinamarquês The Raveonettes gravou uma versão de I Wanna Be Adored dos Stone Roses. Nesta cover, os dinamarqueses acertaram no arranjo e a voz vocalista Sharin Foo se encaixou bem à canção.


03 – Chasing Cars – The Baseballs
Original: Snow Patrol
Fundado em 2007, o grupo alemão The Baseballs ganhou notoriedade no mundo da música ao fazer versões rock de sucessos da pop music como Umbrella da Rihanna. Em 2010, o disco Strike! Back que traz a cover de Chasing Cars, um dos grandes sucessos dos escoceses do Snow Patrol alcançou os primeiros lugares do charts europeus. A versão rockabilly gravada pelos alemães transformou a balada Chasing Cars em uma música de festa dos anos 50.


02 – Rehab – The Jolly Boys
Original: Amy Winehouse
O grupo The Jolly Boys formado em 1955 na cidade de Porto Antonio, Jamaica, é uma espécie de Buena Vista Social Club do reggae. Seus integrantes originais, que já aproveitam da melhor idade, fizeram um excelente trabalho em Great Expectation, um disco recheado de ótimas versões de clássicos como Riders On The Storm (The Doors) ou Blue Monday (New Order) em uma profusão de estilos como o reggae, ska e mento. Mas Great Expectation surpreende mesmo ao dar uma roupagem jamaicana ao hit “etílico” Rehab da Amy Winehouse.


01 – Live And Let Die – Pato Fu
Original: Paul McCartney And The Wings
O Pato Fu sempre teve idéias originais. Em 1996, John e Fernanda Takai ouviram um disco da Turma do Snoopy que tinha uma música dos Beatles tocada com brinquedos. A idéia de tocar com brinquedos perdurou por muito tempo na cabeça do casal. Da cabeça para o estúdio, foram muitos os aprendizados para captar adequadamente o áudio dos brinquedos. Até que neste ano, o resultado excelente alcançado deste grande trabalho se sacramentou com o lançamento de Música de Brinquedo. São doze covers de clássicos internacionais – como Rock’n’Lullaby lançado original por BJ Thomas – e nacionais – como Ovelha Negra da Rita Lee. Mas o grande destaque vai mesmo para a versão de Live And Let Die, com direito a pianinho de brinquedo e gritos infantis semi-guturais.


Best Covers of 2010: [20-11] | [10-01]

Persiolino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente aqui!!!