0471 - The Tide Is High - Blondie [1980]

Nenhum comentário
Algumas músicas estão fadadas para sempre serem lembradas por suas covers e não por sua versão original. Já publicamos aqui no 1001 Covers alguns destes casos, como por exemplo o caso de Torn, cuja versão original feita pela banda Ednaswap é totalmente desconhecida do grande público mas a cover foi um sucesso mundial absoluto na versão gravada pela australiana Natalie Imbruglia.

Um caso bem similar ao de Torn é o da canção The Tide Is High. De letra inocente com um refrão pegajoso, The Tide Is High teve sua melodia composta originalmente em 1967 por John Holt, que liderava a banda jamaicana The Paragons.

Originalmente formada por Leroy Stamp, Bob Andy, Garth “Tyrone” Evans e Junior Menz, a banda iniciou em Kingston num momento em que a cena musical da Jamaica evoluía do Ska para o Rocksteady. Inspirados pelo R&B e pelo Soul, o The Paragons caprichava na harmonização vocal, que se tornou a marca registrada da banda. Quando começaram, Bob Andy tinha apenas 16 anos e foi dele as primeiras músicas da banda e além de ser o vocal principal. Em 1964, Bob e Menz deixaram a banda e foram logo substituídos por John Holt e Howard Barrett. John Holt trouxe reconhecimento para o The Paragons, pois além de ter vencido vários concursos de talento anteriormente, ele também trouxe uma série de novos hits, entre elas Tonight, Ali Baba, I See Your Face e, claro, The Tide Is High.


Por ter sido lançado em 1967 como um lado B do single Only A Smile, acreditamos que The Tide Is High tenha inicialmente passado desapercebido na época.

Em 1978, o também cantor e compositor jamaicano Gregory Isaacs, gravou a primeira cover de The Tide Is High para um single produzido por Prince Tony Robinson. Isaacs deu a música uma cara mais de reggae e modificou alguns versos da canção como por exemplo “I’m not a kind of man who gives up just like that” para “I’m a kind of man who don’t put my trust in there”.


Mas o grande sucesso aconteceu em 1980 quando a banda Blondie gravou sua versão para The Tide Is High lançada no álbum Autoamerican, quinto disco de estúdio do grupo new wave que tinha a frente dos vocais a ótima Debbie Harry. Numa entrevista dada pela própria Debbie Harry para o livro 1000 UK # 1 Hits de Jon Kutner e Spencer Leigh, ela revelou de onde veio a ideia de fazer esta cover: "Eu ouvi The Tide Is High pela primeira vez em uma mixtape que alguém me deu enquanto estávamos em Londres. Chris (Stein) e eu nos apaixonamos pela música e decidimos que era boa demais para resistirmos".

Em relação a versão original, a letra da cover do Blondie alterou frase o verso “I’m not a kind of man who gives up just like that” para o substantivo feminino “I’m not a kind of girl…”. De resto, o arranjo ficou bem próximo da versão original, talvez até mais puxado para um calipso do que para o reggae.


Essa cover se tornou a terceira música do Blondie a alcançar a primeira posição da Billboard Hot 100 nos EUA. Ela também alcançou o primeiro lugar no Reino Unido e na Nova Zelândia, a segunda posição na Irlanda e a quarta posição nas paradas musicais holandesas. Sem contar que essa cover do Blondie vendeu aproximadamente 1,5 milhão de cópias só nos EUA e no Reino Unido.

Com todo este sucesso, outros artistas acabaram regravando também The Tide Is High. Nos anos 2000 por exemplo, o grupo Atomic Kitten e o rapper Kardinal Offishall trouxeram The Tide Is High novamente aos primeiros lugares das paradas musicais. Contudo, nenhuma dessas regravações teve o mesmo êxito imediato quanto aquele alcançado pelo Blondie. Portanto, não é difícil encontrar pessoas que realmente acham que se trata verdadeiramente de uma canção feita por Debbie Harry e cia. Mas, taí, agora já sabemos que o original é dos Paragons. E viva as covers!

Nenhum comentário :

Postar um comentário